Notícia

Espaço para as bicicletas

Uma matéria postada nas redes sociais mostra que diversas cidades abrem espaço no planejamento urbano das administrações municipais para as bicicletas.

Conhecida por soluções inovadoras em matéria de mobilidade urbana, Curitiba elabora um Plano Diretor Cicloviário para implantar em dois anos, 300 quilômetros de vias, recuperar calçadas e instalar equipamentos urbanos privilegiando as bicicletas.

Sérgio Povoa Pires, presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), diz que “abraçamos a causa do ‘povo da bicicleta’, pois queremos uma cidade mais humana e sustentável para dar continuidade à tradição de excelência em planejamento urbano e qualidade de vida que Curitiba sempre teve”.

Serão investidos R$ 90 milhões no Plano Cicloviário, incluindo obras como a micro rede cicloviária da Cidade Industrial de Curitiba com 19,5 quilômetros.

As ciclovias atuais, 127 quilômetros, serão recuperadas e agregadas a elas mais 90 quilômetros de ciclorotas, selecionadas através de pesquisas feitas por associação de ciclistas e acompanhamento técnico da entidade de planejamento urbano.

Outros 130 quilômetros terão faixas segregadas, ciclofaixas e passeios compartilhados entre ciclistas e pedestres. Cerca de 80 quilômetros de ruas serão transformados em vias calmas, com velocidade do tráfego limitada a 30 km/hora.

As ciclovias, estacionamentos, bicicletários e demais equipamentos integrarão a infraestrutura urbana de Curitiba e, aliada a educação para a diversidade na mobilidade, deverá mudar a cidade, assim como aconteceu com a implantação dos corredores exclusivos para o transporte coletivo.

Florianópolis segue o mesmo caminho. Uma organização de ciclistas, a ViaCiclo, que tem cadeira no Conselho de Mobilidade e Transporte da cidade, irá assumir a operação de bicicletário existente em um terminal de ônibus abandonado.

A administração municipal promete implantar novos bicicletários e ampliar a rede de ciclovias que atualmente soma perto de 50 quilômetros.

Nessa radiografia de tendências, fica em aberto uma questão: e os médios e pequenos municípios? Aqueles localizados no extenso e habitado litoral dos três estados do Sul? Itapoá, na Santa e Bela Catarina, por exemplo?

Itapoá é uma pequena e promissora cidade litorânea, distribuída em uma orla com 32 quilômetros de extensão. Durante a maior parte do ano abriga não mais que 18 mil habitantes e no verão vê multiplicada em 10 vezes sua população. Na maiori
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@spil.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site