Notícia

Ônibus rápido com integração de ciclovias em Jundiaí

As gigantescas torres de eletricidade que cortam boa parte de Jundiaí fazem parte do visual da cidade há décadas. Mas elas podem em um futuro breve passar a ser referência também para a mobilidade urbana.

Isso porque o prefeito Pedro Bigardi (PCdoB) incluiu no projeto do BRT (Bus Rapid Transit, que na tradução seria algo como “trânsito rápido de ônibus”) a criação de uma via ao lado dos “linhões”.

E o projeto de Bigardi contempla ainda outro meio de locomoção: além dos ônibus rápidos, quer que ciclovias também sejam abertas paralelamente - o pessoal da bike também seria contemplado.

“Existem dois traçados para e o BRT . O primeiro com trajeto definido já foi apresentado em Brasília em 2012, mas teve de ser adaptado por não atender as reais necessidades da cidade. O que foi apresentado na Capital Federal era um projeto de corredor de ônibus, diferente do propósito do BRT”, informou em nota a Secretaria de Transportes. Ela se refere ao que foi enviado pelo governo anterior de Miguel Haddad (PSDB).

O projeto inicial previa três linhas de BRT, todas ligando o Centro ao Cecap (Corredor Noroeste), Colônia (Leste) e Eloy Chaves (Oeste), mas que Bigardi já descartou por dizer ser tecnicamente inviável.

O segundo traçado - definido pelo governo atual - atenderá todo o sistema do BRT na cidade, segundo a prefeitura. “Neste projeto há a possibilidade de utilizar os ‘linhões’ e integrar ciclovias no trajeto, além das demais adequações necessárias para a sua funcionalidade”, conclui a nota.

A prefeitura aguarda o resultado das análises dos Ministérios em Brasília para a liberação de recursos e só então irá divulgar todos os detalhes do projeto.

Interferências / Mas a aplicação dessa ideia não vai ser tão simples. Isso porque muitas das áreas que circundam as torres de transmissão são utilizadas de diferentes formas. “Faz muitos anos que uso essa área sem qualquer problema. Se forem tirar minhas coisas daqui não sei onde vou conseguir me instalar”, afirmou o pedreiro Ananias da Silveira, 55 anos, morador da Vila Hortolândia.

O “quintal” da casa do analista Gerson Augusto Pereira, 42, também tem uma das torres.

MAIS

Uso é restrito
Os terrenos existentes em Jundiaí por onde passam as linhas de transmissão estão em acordo com o determinado pela Norma Técnica NBR 5422 - projeto de linhas aéreas de transmissão de energia elétrica, da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). A norma define os parâmetros mínimos para fixação dessa faixa
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@spil.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site