Notícia

Bairros nobres de SP ganham mais abrigos de ônibus do que periferia

Bairros nobres e avenidas movimentadas superam regiões periféricas no total de novos abrigos de ônibus instalados em São Paulo desde fevereiro deste ano, segundo levantamento realizado pelo G1. Até segunda-feira (28), 1.119 abrigos de ônibus já haviam sido substituídos pela concessionária que explora o serviço, de acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Obras (SPObras). A maioria em regiões valorizadas, como Moema, Perdizes e Pinheiros.

Há nove meses os antigos pontos de ônibus vêm sendo trocados por quatro novos modelos, escolhidos em 2012 por um júri formado por técnicos da Prefeitura. Os modelos já foram alvos de críticas dos usuários por conta da falta de proteção ao sol.

Enquanto o bairro de Moema, na Zona Sul, já recebeu 23 instalações, a região do Mandaqui, na Zona Norte, só teve um ponto modernizado. Conforme projeção populacional para 2010, da Fundação Seade, além de uma área maior, o Mandaqui tem pelo menos 30 mil habitantes a mais que Moema.

O único ponto de ônibus reformado no Mandaqui fica na altura do número 6.129 da Avenida Engenheiro Caetano Álvares. Em Moema, só na Avenida Hélio Pellegrino já são três abrigos novos.

O desequilibro acontece também quando comparados os bairros Perdizes, na Zona Oeste, e Sapopemba, na Zona Leste. Ainda conforme dados do Seade, Sapopemba é o segundo bairro mais populoso da cidade e tem mais que o triplo de moradores que Perdizes. O bairro da Zona Leste, no entanto, só recebeu um novo abrigo. Na região de Perdizes, já são 18.

A Avenida Sapopemba, na altura do 6.487, foi a única via do bairro homônimo que teve abrigo de ônibus substituído. Já na Avenida Sumaré, em Perdizes, cinco pontos de parada dos coletivos já foram trocados.

Procurada pelo G1 para comentar a diferença de evolução das reformas entre os bairros da capital, a SPObras não havia se pronunciado até as 10h desta segunda-feira (28). O critério utilizado na escolha da ordem dos locais a receberem os novos abrigos também não foi informado.

A concessionária Otima venceu a licitação realizada em setembro do ano passado pela Prefeitura e, desde fevereiro, assumiu a modernização dos pontos de ônibus da capital.

O grupo pagará um valor estimado de, no mínimo, R$ 130 milhões pela concessão por 25 anos. Além disso, a Otima remunera a SPObras em R$ 69 por abrigo instalado. Em troca, o consórcio pode explorar a publicidade nos painéis do novo mobiliário urbano.

De acordo com a Otima, os 1199 abrigos já modernizados estão espalhad
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@grupocoesa.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site