Notícia

Encontro da Anamma segue em Sorocaba

Sorocaba está sediando desde domingo (25) o 21º Encontro Nacional da Anamma (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente), promovido em parceria com a Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

O encontro reúne centenas de representantes de 300 municípios de todo o país para discutir o desafio da construção de cidades sustentáveis.

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, nesta quarta (28), os destaques foram as questões que envolvem a Arborização Urbana.

Ricardo Martins, presidente da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, falou sobre os principais problemas que envolve a questão, como as novas tecnologias, poda e manutenção de árvores e educação ambiental. Neste último, Martins citou um trabalho realizado em Recife (PE), que possui atualmente 50 árvores tombadas.

Em Sorocaba, 18 árvores têm imunidade ao corte, segundo as Leis Municipais nº 8.837, de 12/08/2009, e nº 9.123, de 12/05/2010, graças a um trabalho parceiro entre Prefeitura, Conselho Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (Comdema), Ministério Público e Câmara Municipal.

A partir disso, a administração, com apoio da bióloga Lígia Ferreira Fedele, responsável pelo catálogo das espécies nativas e centenárias da cidade, criou o "Tour das Árvores Cidadãs Sorocabanas", que acontece uma vez por mês e é aberta à comunidade.

Neste passeio, os participantes são acompanhados por técnicos da Secretaria do Meio Ambiente e pela bióloga, que passam informações sobre cada uma das árvores visitadas, todas com idade avançada. O objetivo é apresentar a história e as características de árvores de diferentes espécies, frondosas, espalhadas por Sorocaba e que, muitas vezes, passam despercebidas pela população. Entre as espécies está uma Copaíba de aproximadamente 180 anos, na Vila Barão.

Outro convidado da Anamma para o Encontro desta quarta (28) foi Wigold Schaffer, consultor do Ministério do Meio Ambiente, que tratou sobre as unidades de conservação e o Código Florestal. "É importante fazer a revisão de uma lei e adequá-la, mas não o que está sendo feito no Congresso Nacional, que facilitará o desmatamento e ameaçará o meio ambiente e a qualidade de vida da população", declarou. Schaffer apresentou um vídeo, do site www.sosflorestas.com.br de um manifesto nacional que será entregue aos parlamentares sobre a importância do Código.

Ele ainda citou a importância de se ter uma unidade de conservação para a preservação da bio
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@grupocoesa.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site