Notícia

No corredor turístico de Foz do Iguaçu, pontos de ônibus ganham mapas

As principais avenidas e ruas do chamado corredor turístico de Foz do Iguaçu estão equipadas com abrigos padronizados de ônibus. A implantação dos novos pontos foi finalizada com a colocação de mapas que destacam a localização das principais atrações turísticas da cidade. No total foram instalados 134 abrigos, que além de modernos oferecem mais conforto aos usuários do transporte coletivo. A estrutura possui cobertura e isolamento térmico.

A colagem dos mapas turísticos marcou a última etapa do projeto de substituição e modernização dos abrigos de ônibus. As mudanças foram feitas nas estruturas das avenidas Paraná, das Cataratas, República Argentina, Jorge Schimmelpfeng, Costa e Silva, José Maria de Brito e ruas do centro. Faltam apenas ajustes em cinco módulos, que terão os bancos rebaixados.

O projeto inicial previa 107 abrigos, mas um aditivo no contrato com a empresa responsável pela instalação dos pontos resultou na colocação de mais 27 novos pontos. Cada unidade tem quatro metros de comprimento, dois metros de largura e 2,5 metros de altura. As estruturas são pintadas de verde escuro e claro e os bancos são da cor vermelha. O objetivo é oferecer mais conforto aos usuários, moradores e turistas, que poderão esperar o ônibus coletivo em locais amplos e com isolamento térmico que protege contra o calor, frio e chuva.

Foi investido também na oferta de informações para os passageiros. As placas de vidro temperado usadas para o fechamento traseiro da estrutura ganharam mapas turísticos, que trazem em destaque o acesso aos pontos que mais atraem os visitantes. Há também números de telefone para informações turísticas e do terminal de transporte urbano.

Os antigos abrigos, que foram retirados do corredor turístico para dar lugar aos novos, passaram por reforma e estão sendo remanejados para os bairros da cidade, substituindo os que não têm mais condições de uso. Atualmente, Foz tem cerca de 900 pontos de ônibus, com dez modelos de estrutura.

Muitas não atendem as necessidades dos mais de 60 mil passageiros, que utilizam as 43 linhas que operam vários itinerários entre os bairros, o centro e os pontos turísticos. A administração prevê novos investimentos nessa área de mobilidade urbana e já apresentou projetos para receber recursos do governo federal por meio do Plano de Aceleração do Desenvolvimento – PAC 2.

Fonte: H2FOZ
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@spil.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site