Notícia

Parques de São Paulo recebem atividades de conscientização ambiental

Durante todo o fim de semana 70 parques da cidade de São Paulo ofereceram atividades gratuitas para incentivar a interação da sociedade e compartilhar ações para um estilo de vida mais saudável e sustentável. As atividades fizeram parte da 1ª Virada Ambiental, organizada pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA).

As atividades foram divididas em temas como educação ambiental, artes, esportes, astronomia, coleta seletiva e de incentivo à arborização. De acordo com o diretor de parques e áreas verdes, Milton Persoli, o objetivo das atividades nos parques foi buscar a conscientização, o conhecimento e a sensibilização ambiental da população. Apesar do frio e da garoa, Persoli, disse que está contente com a iniciativa e a participação das pessoas no Parque Ibirapuera.

“A intenção é começar a despertar com essa primeira virada, motivar à reflexão para o meio ambiente. Pensar sobre ações de sustentabilidade, reaproveitamento de materiais, motivar ainda mais a população que já tem feito algumas ações nessa direção. A Virada Ambiental é concentrar isso em um único final de semana, com grande quantidade de pessoas abraçando essa causa”, destacou Persoli.

Neste fim de semana o Parque Ibirapuera funcionou 24 horas promovendo as atrações. Entre as atividades teve a ciclorrota e trilhas noturnas, observação noturna do céu no planetário, exposições, oficinas, e a participação de organizações não governamentais (ONGs). “Foi bastante instrutivo e interessante para o público que compareceu”, disse o diretor.

Uma das oficinas, a de plantio de horta em garrafas PET, ensinou como plantar mudas de ervas medicinais aproveitando um material que geralmente vai para o lixo de forma indiscriminada e muitas vezes vai parar nos rios. A professora de história, Antonia Vieira de Moraes, levou ao parque um grupo de cinco crianças e elogiou a iniciativa. “Estamos desenvolvendo um projeto sobre meio ambiente na escola e a virada foi uma oportunidade para trazermos os alunos para verem que não somos os únicos com essa preocupação”.

Antonia contou que adora cuidar de plantas e que costuma mexer na terra, mas que faz sem conhecimento nenhum, apesar de ter sido criada no meio rural onde sua família plantava legumes. “Eu tenho em vasos e dependendo da planta, ela morre quando não planto da maneira correta. Provavelmente, agora, vou saber cuidar melhor do meu jardim. Vou levar essas orientações para a minha vida e para os meus alunos”.

A coordenadora de pro
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@spil.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site