Notícia

Passarelas não são utilizadas pelos pedestres em Praia Grande e Peruíbe

Pressa, distância ou preguiça. Várias são as justificativas para não se utilizar as passarelas de pedestres sobre a Rodovia Padre Manuel da Nóbrega (SP-55), no trecho entre as cidades de Praia Grande e Peruíbe. A qualquer hora do dia ou da noite é comum observar pessoas que arriscam a vida para atravessar a pista que corta as cidades do Litoral Sul. Nem mesmo as grades instaladas para inibir essa prática são capazes de evitar a imprudência.

Construídas para proporcionar maior segurança aos pedestres em travessias de rodovias, as passarelas aéreas ainda são pouco utilizadas por moradores de bairros à beira da estrada. Os constantes flagrantes de abusos mostram que maioria dos pedestres ignora os equipamentos, o que aumenta os riscos de atropelamentos ou colisões de veículos.

Cruzar os quase 50 quilômetros de rodovia é exercício de reflexo e de plena atenção dos condutores. Isso porque a qualquer momento pode surgir um carro ou motocicleta trafegando em alta velocidade.

Dados de entidades ligadas à segurança no trânsito citam que até 60% dos atropelamentos na estrada acontecem a menos de 300 metros de uma passarela. Para isso, apontam a ausência de equipamentos de segurança entre as pistas (como gradil ou muros altos) e falta de hábito da população residente nas proximidades das vias de utilizar as passagens aéreas.

Diariamente, milhares de pedestres e ciclistas cruzam trechos da malha viária como alternativa de deslocamento entre os bairros – normalmente em direção ao Centro ou orla, que estão à esquerda da via. O problema torna-se ainda mais preocupante devido à aproximação da alta temporada, quando o fluxo de veículos na malha rodoviária da região aumenta consideravelmente.

Com o objetivo de reduzir o índice de acidentes de trânsito e incentivar o uso da passarela de pedestres, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) instalou grades de contenção entre as pistas. Somada à mureta, os obstáculos têm aproximadamente 1,80 metro.

Ao todo, o órgão implantou 20 quilômetros de grades na Rodovia Padre Manuel da Nóbrega, sendo a maior parte no trecho entre Praia Grande (após a Curva do S) e Mongaguá – cidades que concentram maior parte de bairros encravados entre a rodovia.

Porém, o objetivo de coibir a travessia de pedestres pela rodovia não surtiu tanto efeito. Nem mesmo os obstáculos instalados no local foram capazes de inibir a imprudência das pessoas. Ao longo da via, é comum observar pontos onde os equipamentos foram danificados jus
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@grupocoesa.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site