Notícia

Polícia faz campanha para pedestres utilizarem passarelas de rodovias

A Polícia Rodoviária busca alertar sobre a importância dos pedestres utilizarem as passarelas para atravessar as rodovias que cortam o Alto Tietê. Na Rodovia Ayrton Senna, no trecho de Itaquaquecetuba, muitos ainda se arriscam em travessias perigosas, que podem causar atropelamentos. De janeiro a setembro deste ano, foram registrados 12 casos. Destes, duas pessoas morreram e outras seis vítimas ficaram gravemente feridas.

Por causa destes perigos, há quem diga que prefere utilizar a passarela todos os dias. O aposentado Amaro de Barros conta que o equipamento para a travessia é a opção certeira do morador de Itaquaquecetuba. "Sempre eu uso a passarela aqui, sempre! Todos os dias. É bem mais seguro", afirma.

Por outro lado, há quem não se preocupe com a segurança pois é fácil flagrar pedestres andando pelas Rodovias da região, entre as duas pistas. O ajudante geral José Araújo conta que hoje usa a passarela, mas admite já ter se arriscado. "Quando a gente estava com muita pressa, a gente até atravessava, quando via que não tinha muito carro. Mas é perigoso sim", confessa.

Segundo o capitão da Polícia Rodoviária Douglas Guillon, além da imprudência, os atropelamentos são comuns no Alto Tietê por causa da quantidade de estradas na região. "Os meses de maio e junho chamam a atenção nos dados devido aos atropelamentos que ocorreram. Na Rodovia Índio Tibiriça, na região de Suzano, por exemplo, os atropelamentos podem acontecer também porque há muitos bairros de periferia próximos à rodovia, já que a população acaba utilizando o acostamento como calçada", explica.

Com a construção de muretas e colocação de telas, a travessia perigosa ficou mais difícil mas, mesmo assim, o capitão explica que muitas desculpas ainda são dadas pelas vítimas de atropelamento. "Geralmente eles falam que têm dificuldade de subir a passarela, ou que demora muito para ir até ela. Dá-se a impressão de que deveria ter uma passarela na frente da casa do cidadão. Além disso, alguns também alegam que de noite as passarelas são escuras, e podem ser roubadas. No entanto, mesmo não tendo uma estatística alta a respeito disso, a gente sempre pede para o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e para a concessionária que administra a rodovia a questão da iluminação e da segurança", diz o capitão.

Em nota, o DER afirma que procura conscientizar a população que mora perto de rodovias com campanhas de segurança. Já a Ecopistas afirmou que as quatro passarelas entre Itaquaquecetuba e G
COMPARTILHAR
Trabalhe conosco Entre em contato
aceitamos cartão BNDES
Av. Antônio Lacerda, 955 - Lote P - Dist Industrial | Pilar do Sul - SP Fale Conosco | contato@spil.com.br Acesso à administração do site Acesso à administração do site